Comemorar o 25 de Abril como um facto histórico, uma revolução que sitiou as ruas, acabou com o colonialismo e transformou um país aprisionado numa ditadura fascista num país livre. Propiciar a quem nos visita viver essa experiência. Sonoteca – ruídos, músicas, vozes, rumores – vivências sonoras que permanecem/percorrem o espaço público constituindo uma identidade sonora única, diferenciadora. imaginar, a partir da existência futura de um Condomínio Criativo, as experiências de criação artística sem limites conceptuais e/ou estéticos. Percurso de turismo inclusivo pelos lugares patrimoniais, numa conceção alargada aos patrimónios imateriais  acima referidos – sonoro, memórias dos lugares  -  e aos patrimónios artístico, construído, gastronómico. Como incrementar a interação dos cidadãos de Évora com quem nos visita de forma a reforçar a produção da cidade inclusiva, cosmopolita, viva, território de paz e de tolerância? Criar mecanismos de participação para os cidadãos temporários.